.


FORMATAR TRABALHOS ACADÊMICOS - TCC - MONOGRAFIA - TESE OU DISSERTAÇÃO

07/07/2011 10:09

Formatar trabalhos acadêmicos (TCC, monografia, tese ou dissertação de mestrado) seguindo os padrões da ABNT parece ser algo impossível. Esta série completa sobre formatação de monografia do início ao fim mostrará que não é tão difícil quanto parece, apesar de todas as evidências contrárias.

logo-abnt

A margem não fica onde queremos, o recuo muda a cada parágrafo, a numeração insiste em ficar fora de sequência e o sumário se recusa a mostrar todos os tópicos do texto. São inúmeras — e irritantes — as dificuldades para formatar um trabalho acadêmico seguindo as normas. Tenha calma! Tudo tem solução. Basta acompanhar este passo a passo de formatação de monografia do início do fim.

Confesso que até pouco tempo atrás eu não sabia formatar todas as seções de um texto acadêmico (capa, índice, resumo, corpo do texto, referências bibliográficas, etc.) usando o Microsoft Word. Até que precisei escrever meu TCC do MBA em Gestão Empresarial, que concluí em 2009 pela FGV.

Procurei ajuda com amigos e na internet. Encontrei muitas explicações dos padrões adotados, tamanho e tipo de fonte, espaçamento entre linhas, modelos de capas, bibliografia e tudo o mais que compõe um trabalho deste tipo. No entanto, nenhuma explicação detalhada de como implementar todas estas regras — a parte técnica e chata — usando o Microsoft Word (ou qualquer outro editor de textos). Também encontrei muita discrepância entre informações, algumas erradas, outras baseadas em versões antigas da norma ABNT.

Para escrever este tutorial de formatação de monografias, foi usado o Microsoft Word 2007 SP2 em português do Brasil (PT-BR). Ainda que a interface deste editor de texto seja bem diferente da do Microsoft Word 2003 (ou anteriores) e do BrOffice.org, os nomes das opções de formatação são basicamente os mesmo. Assim, espero que este guia passo a passo seja de grande valia para todos.

Estrutura do tutorial

Este tutorial está dividido em três partes:

  1. Parte 1
    • Norma ABNT para trabalhos acadêmicos;
    • Estrutura de uma monografia;
    • Regras gerais de formatação;
      • Como formatar o tipo e o tamanho da fonte;
      • Como formatar o tamanho do papel;
      • Como formatar a margem;
      • Como formatar o parágrafo (recuos e espaçamento);
    • Formatação dos elementos pré-textuais;
      • Como formatar a capa;
      • Como formatar a folha de rosto;
  2. Parte 2
    • Formatação dos elementos pré-textuais (cont.);
      • Como formatar a folha de aprovação;
      • Como formatar o resumo na língua vernácula;
      • Como formatar o resumo na língua estrangeira;
      • Como inserir e formatar o sumário;
    • Formatação dos elementos textuais;
      • Como formatar o corpo do texto;
  3. Parte 3
    • Formatação dos elementos pós-textuais;
      • Como formatar as referências bibliográficas;
      • Como formatar apêndices;
      • Como formatar anexos;
    • Como inserir e formatar cabeçalho e rodapé;
      • Como inserir e formatar números de páginas;
      • Como inserir e formatar notas de rodapé;

As partes 2 e 3 ainda estão sendo escritas e serão publicadas nas próximas semanas.

Normas ABNT para trabalhos acadêmicos

Os padrões para trabalhos acadêmicos produzidos no Brasil são regidos pelas seguintes normas da ABNT:

  • ABNT NBR 14724:2005 – Informação e documentação — Trabalhos acadêmicos — Apresentação
  • ABNT NBR 6023:2002 – Informação e documentação – Referências – Elaboração
  • ABNT NBR 6024:2003 – Numeração progressiva das seções de um documento – Procedimento
  • ABNT NBR 6027:2003 – Sumário – Procedimento
  • ABNT NBR 6028:2003 – Resumos – Procedimento
  • ABNT NBR 6034:2004 – Preparação de índice de publicações – Procedimento
  • ABNT NBR 10520:2002 – Informação e documentação – Apresentação de citações em documentos
  • ABNT NBR 12225:2004 – Títulos de lombada – Procedimento

A internet está recheada de páginas detalhando os padrões determinados pelas normas ABNT. É bem mais prático buscar a informação destrinchada do que ler diretamente todas as normas. Um site que considero muito bom com esta informação é o tutorial Como fazer sua monografia, do Universia. Porém, a melhor opção é procurar no site da própria instituição de ensino pelas normas exigidas. Muitas vez elas fornecem até os padrões de capa, contra-capa e folha de aprovação já preenchidos.

Claro, quem preferir pode ler diretamente a norma pode comprar uma cópia na página da ABNT ou fazer uma busca no Google por arquivos PDF. Para economizar seu tempo, aqui vai um link direto para download da NBR 14724:2005.

Estrutura de uma monografia

O objetivo deste artigo não é dar dicas de como escrever uma monografia, mas sim de como formatá-la. Ainda assim, apresento aqui uma relação de todos os elementos de um trabalho acadêmico.

De acordo com a ABNT, a estrutura de uma tese, dissertação ou de um trabalho acadêmico compreende: elementos pré-textuais, elementos textuais e elementos pós-textuais.

Elementos pré-textuais:

  • Capa (obrigatório)
  • Lombada (opcional)
  • Folha de rosto (obrigatório)
  • Errata (opcional)
  • Folha de aprovação (obrigatório)
  • Dedicatória(s) (opcional)
  • Agradecimento(s) (opcional)
  • Epígrafe (opcional)
  • Resumo na língua vernácula (obrigatório)
  • Resumo em língua estrangeira (obrigatório)
  • Lista de ilustrações (opcional)
  • Lista de tabelas (opcional)
  • Lista de abreviaturas e siglas (opcional)
  • Lista de símbolos (opcional)
  • Sumário (obrigatório)

Elementos textuais:

  • Introdução
  • Desenvolvimento
  • Conclusão

Elementos pós-textuais:

  • Referências (obrigatório)
  • Glossário (opcional)
  • Apêndice(s) (opcional)
  • Anexo(s) (opcional)
  • Índice(s) (opcional)

Neste artigo explicaremos como formatar todos os elementos obrigatórios e os opcionais mais utilizados. Contudo, os passos para formatar os outros elementos são bem semelhantes e qualquer um que leia atentamente este tutorial conseguirá fazer os demais por conta própria.

Agora vamos colocar a mão na massa — que, aliás, é o foco deste texto.

Regras gerais de formatação

Algumas regras de formatação definidas pela norma se aplicam a todo o documento. Três delas merecem ser configuradas logo no início, antes de digitar qualquer letra. São elas: tamanho e tipo da fonte, tamanho do papel, margens e parágrafo (recuo e espaçamento).

Já outras são deixadas a cargo do autor. De acordo com a norma ABNT, “O projeto gráfico é de responsabilidade do autor do trabalho.” Ou seja, tudo que não estiver explicitamente definido nas normas pode ser escolhido livremente pelo autor.

Como formatar o tipo e o tamanho da fonte

Estas são duas das configurações mais elementares de um texto. Para ajustá-las, na guia Início do Microsoft Word 2007 (a que é exibida quando se abre o programa), procure o campo Fonte.

0-como-formatar-tipo-tamanho-fonte

A ABNT não especifica o tipo de fonte. Contudo é comum usar Times New Roman ou Arial. Portanto, digite ou selecione da lista a fonte Times New Roman ou Arial — as duas aceitas pela norma ABNT. O tamanho de fonte recomendado é 12 pt.

A exceção é para citações de mais de três linhas, notas de rodapé, paginação e legendas de ilustrações e tabelas, que “devem ser digitadas em tamanho menor e uniforme”. Sugiro que seja utilizado tamanho 10 nestes casos, porém o autor pode usar o que melhor lhe convier. Veremos como fazer isto de uma forma bem prática mais adiante.

Como formatar o tamanho do papel

Configurar o tamanho do papel é uma das formatações mais fáceis de se fazer. Basta selecionar a guia Layout da Página e clicar em Tamanho.

1-como-formatar-tamanho-do-papel

A ABNT determina que todo trabalho acadêmico seja escrito em papel A4. Portanto, selecione a opção A4 210 x 297 mm no menu pop-up e seu papel está corretamente configurado.

Como formatar a margem

Na mesma guia Layout da Página, clique em Margens e depois em Margens Personalizadas…

2-como-formatar-margem-1

Na janela que se abre, digite o padrão definido pela ABNT nos respectivos campos: margem esquerda e superior de 3 cm; direita e inferior de 2 cm.

2-como-formatar-margem-2

Clique no botão OK e suas margens estarão configuradas.

Como formatar o parágrafo (recuos e espaçamento)

As configurações de parágrafo não são idênticas para toda a monografia, mas, para todo o corpo do texto, mantém a mesma formatação. Por isso, vale a pena configurá-lo desde o início do desenvolvimento do trabalho. Quando configurações específicas de uma determinada seção for necessária, podemos fazê-las sem dificuldade.

O primeiro passo é abrir a janela Parágrafo. Para isso, ainda na guia Layout da Página, procure o campo Espaçamento. Clique no pequeno ícone no canto inferior direito deste campo.

3-como-formatar-espacamento-entre-linhas

A janela Parágrafo será aberta. Nela, três coisas serão configuradas: alinhamento, recuo e espaçamento.

3-como-formatar-paragrafo

Alinhamento – Para o alinhamento, basta selecionar Justificada e manter o campoNível do tópico com Corpo de texto.

Recuo – A norma deixa a maior parte das configurações de recuo a cargo do autor. A única exigência feita é para citações diretas ou longas (mais de três linhas). Nestes casos, ela exige um recuo de 4 cm da margem esquerda — veremos mais adiante como fazer isso facilmente.

Para a primeira linha, recomendo que seja utilizado 1,25 cm. Isto é feito selecionando Primeira linha no campo Especial e digitando 1,25 no campo Por (veja figura acima).

Os recuos à esquerda e à direita devem ser mantidos em zero, com exceção dos casos de citações descritos acima.

Espaçamento – Também chamado de espacejamento (inclusive pela própria ABNT), o espaçamento também é muito fácil de ser configurado. Contudo, vale uma rápida observação. Na nomenclatura utilizada no Microsoft Word, Espaçamento é o espaço antes e após os parágrafos — daí os dois campos Antes e Depois. Já o Espaçamento entre linhas é a distância entre cada linha dentro de um mesmo parágrafo.

A norma determina apenas o espaçamento entre títulos de seções e os parágrafos que os antecedem e sucedem — dois espaços de 1,5, entrelinhas. Como expliquei antes, o espaçamento antes e depois desta janela parágrafo é entre parágrafos, e não entre parágrafos e títulos. Portanto, ambos devem ser mantidos em zero. Veremos como formatar o espacejamento entre títulos mais adiante.

Para ficar de acordo com a ABNT, o espaçamento entre linhas deve ser configurado em 1,5. Basta selecionar 1,5 linhas no campo Espaçamento entre linhas. Deixe o campo Em em branco.

Clique no botão OK e seu parágrafo estará formatado.

Formatação dos elementos pré-textuais

Agora que as formatações gerais estão concluídas, vamos passar para a formatação do elementos pré-textuais.

Aqui, mais uma vez, a norma deixa boa parte das opções a cargo do autor. Porém, com o uso, boa parte delas acabaram se tornando padrão e são vistas com mais frequência nas monografias e demais trabalhos acadêmicos.

Como formatar a capa

A norma exige que as informações abaixo sejam transcritas na seguinte ordem:

  • nome da instituição (opcional);
  • nome do autor;
  • título;
  • subtítulo, se houver;
  • número de volumes (se houver mais de um, deve constar em cada capa a especificação do respectivo volume);
  • local (cidade) da instituição onde deve ser apresentado;
  • ano de depósito (da entrega)

Como ela não define a formatação específica dessas informações, podemos usar o que quisermos, desde que estejamos de acordo com as regras gerais vistas anteriormente.

É usual usar o seguinte:

Geral – Alinhamento do texto centralizado; tipo e tamanho de fonte iguais ao do restante do texto; sem recuo algum, nem mesmo para a primeira linha do parágrafo.

Nome da instituição – Escrever todo em maiúsculas, começando na primeira linha da página. Caso seja necessário escrever nome do departamento ou algo semelhante, escreva um por linha.

Nome do autor – Deixar entre dois e quatro espaços de 1,5 entrelinhas após a última linha do nome da instituição. Na linha seguinte, escrever o nome do autor. Caso haja mais de um autor, colocar um por linha.

Título – Deixar entre doze e quinze espaços de 1,5 entrelinhas após a última linha do nome do autor (a ideia é que o título fique verticalmente no centro da capa). Na linha seguinte, escrever o título do trabalho todo em maiúsculas. Caso haja subtítulo, deve ser escrito uma linha abaixo, porém apenas com a primeira letra em maiúscula.

Local e ano – Deixar entre doze e quinze espaços de 1,5 entrelinhas após a última linha do nome do título (novamente, a ideia é que o título fique verticalmente no centro da capa). Na linha seguinte, escrever a cidade onde o trabalho será apresentado. Na linha abaixo, escrever o ano. A linha que contém o ano deve ser a última da capa.

Número de volumes – Caso o trabalho tenha mais de um volume, a capa de cada um deles deve especificar o respectivo volume. Este deve ser escrito entre o título e o local, lembrando de deixar o primeiro verticalmente no centro da capa e o ano na última linha.

A figura abaixo mostra a aparência geral de uma capa usando os formatos acima.

5-capa-abnt

Como inserir uma quebra de página

Farei um parênteses na sequência do artigo para explicar algo muito importante: quebra de página.

O que você faz quando um capítulo termina no meio da página e deseja começar o próximo capítulo na página seguinte? Aperta a tecla Enter até que o cursor chegue na primeira linha da próxima página, certo? Errado!

A maneira correta de fazer isso é inserindo uma quebra de página. Quebra de página nada mais é do que uma indicação para o editor de texto de que o conteúdo a ser escrito numa determinada página acabou. Tudo o que for escrito a partir daquele ponto deve aparecer numa nova página em branco.

Portanto, para separar todos os elementos de uma monografia, TCC, tese, dissertação ou qualquer outro trabalho acadêmico, use quebras de página. Essa regra vale para separar capa da folha de rosto, do sumário, da folha de aprovação e, inclusive, capítulos. A norma exige que títulos de seções — ou seja, de diferentes capítulos — apareçam na primeira linha da página.

Existe mais de uma forma de inserir quebras de página. Cada uma funciona melhor em uma situação. Apresentarei as alternativas à medida que forem sendo necessários.

Por ora, vamos inserir a quebra de página manualmente. Para isso, posicione o cursor após a última palavra de uma página — no nosso caso, o ano. Vá até a guia Inserir e, na seção Páginas, clique Quebra de Página.

4-inserir-quebra-de-pagina

Como estávamos na última linha da página antes de inserir a quebra de página, talvez seja necessário apagar um entrelinha que o Word cria automaticamente quando inserimos a quebra. Uma forma fácil de verificar isso é clicar no ícone Mostrar Tudo.

6-mostrar-tudo

Como formatar a folha de rosto

Agora que inserimos nossa primeira quebra de página, ou seja, separamos a capa de todo o restante do texto, podemos fazer a folha de rosto.

A ABNT exige os elementos na ordem abaixo:

  • nome do autor;
  • título;
  • subtítulo, se houver;
  • número de volumes (se houver mais de um, deve constar em cada capa a especificação do respectivo volume);
  • natureza e objetivo;
  • nome do orientador e, se houver, do co-orientador;
  • local (cidade) da instituição onde deve ser apresentado;
  • ano de depósito (da entrega)

Para formatá-los siga as regras seguintes:

Geral – Alinhamento do texto centralizado; tipo e tamanho de fonte iguais ao do restante do texto; sem recuo algum, nem mesmo para a primeira linha do parágrafo.

Nome do autor – Deixar entre quatro e seis espaços de 1,5 entrelinhas da margem superior. Na linha seguinte, escrever o nome do autor. Caso haja mais de um autor, colocar um por linha.

Título – Deixar entre quatro e seis espaços de 1,5 entrelinhas após a última linha do nome do autor. Na linha seguinte, escrever o título do trabalho todo em maiúsculas. Caso haja subtítulo, deve ser escrito uma linha abaixo, porém apenas com a primeira letra em maiúscula.

Natureza e objetivo – Deixar dois espaços de 1,5 entrelinhas após a última linha do título. A norma exige que este elemento fique posicionado do meio da página para a direita. Para isso, vá novamente na janela de formatação de parágrafo (veja acima nas regras gerais). No campo Recuo – Esquerda digite 8,15 cm e clique em OK.

7-recuo-esquerda

Na linha seguinte, escrever a natureza (tese, dissertação, trabalho de conclusão de curso e outros) e objetivo (aprovação em disciplina, grau pretendido e outros); nome da instituição a que é submetido; área de concentração.

Nome do orientador – Deixar entre dois e três espaços de 1,5 entrelinhas após a última linha do objetivo. Na linha seguinte, escrever o nome do orientador, caso exista.

Local e ano – Deixar entre quatro e seis espaços de 1,5 entrelinhas após a última linha do nome do orientador. Na linha seguinte, escrever a cidade onde o trabalho será apresentado. Na linha abaixo, escrever o ano. A linha que contém o ano deve ser a última da capa.

A figura abaixo mostra a aparência geral de uma folha de rosto usando os formatos acima.

8-folha-de-rosto-abnt

—————

Voltar